close
machine-writing-1035292_1280

Escrever precisa de um pouco de talento e muita prática. Não me julgo a melhor escritora do mundo, mas atualmente tenho corrigido muitos textos de outras pessoas e andei reparando que elas esquecem de pequenos detalhes que podem fazer uma mega diferença. Por isso resolvi reunir algumas dicas para escrever de forma clara e objetiva.

01 – O ponto final é seu amigo

Teoria de botequim: as pessoas estão cada vez mais ansiosas, por isso querem chegar no teclado e contar 1.427.539 assuntos em uma única frase. Calma gente, respira! É melhor apostar em frases pequenas do que escrever uma de cinco linhas recheada de vírgulas. O uso de aposto (quando a gente coloca uma frase dentro da outra) é interessante, mas precisa ser muito bem aplicado. Ao invés de passar três informações dentro da mesma oração, tente separá-las em frases diferentes. Fica mais claro e fácil para ler.

02 – Menos é mais

Eu sei que você tem um vocabulário rico, mas não precisa usar todas as palavras difíceis de uma vez só. Procure explicar a sua ideia de forma clara. Prefira as frases em ordem direta e só use palavras arcaicas ou estrangeiras se forem de conhecimento do seu público.

03 – Adapte-se ao seu público alvo

O bom comunicador é aquele que sabe se fazer entender em qualquer ambiente. A maneira como você escreve para meninas adolescentes não vai ser a mesma que você usa para senhores idosos aposentados da Marinha. Conheça seu público e garanta que está usando um vocabulário que seja familiar.

04 – Tem que ter começo, meio e fim

Sabe quando alguém está super animado contando uma coisa e de repente lembra de outra e acaba nem terminando mais a primeira? As pessoas fazem isso por escrito as vezes. Evite, pois confunde o leitor e gera uma expectativa de resposta que ele nunca vai receber. Tenha certeza de que você está começando e terminando as ideias apresentadas.

05 – Sempre releia seu texto

Esse é o meu mal. Eu DETESTO reler o texto que acabei de escrever. Quando tenho um pouquinho de tempo, deixo pra ler no dia seguinte, quando a cabeça já está mais fresca. Escrever dá trabalho, então a gente termina o texto com a cabeça cansada. Termine de escrever, levante da mesa, tome uma água e finalmente releia seu texto. É importante para encontrar pequenos erros de digitação, que são muito comuns.

06 – Se possível, peça para um amigo ler também

Essa dica é do meu professor de redação, diretamente da minha 8ª série em 2001. Um pessoa de fora sempre vai achar mais errinhos do que você, além de conseguir sugerir novas ideias que a sua cabecinha talvez não fosse pensar. Recomendo!

É claro que se você está fazendo uma poesia, um texto mais artístico ou quer realmente chocar a sociedade e pirar o cabeção, ignore tudo o que eu escrevi e se joga na licença poética. Só não espere que todo mundo vá entender seu texto como você imaginou. Por mais claro que você tente ser, sempre vai ter alguém que vai entender de uma maneira nova. Minimizar essas diferenças é a missão de um bom comunicador.

Minha dica bônus: na dúvida, simplifica e taca-le ponto final!

Ana Claudia

The author Ana Claudia

Jornalista, blogueira e batata-frita friendly. Adoro escrever sobre pessoas inspiradoras, ideias bacanas e coisas fofinhas. Sou uma pessoa legal, exceto quando estou com fome =x

Leave a Response